Desde pequena tenho um problema sério: gosto de ficar sozinha.

Há quem diga que pessoas como eu são solitárias, mas eu acredito que todos nós somos. Eu apenas deixo esse lado aflorar mais do que os outros. Sempre gostei de observar o que tenho à minha volta, desde a sala de espera do dentista ao meu próprio quarto. Acho que é seguro dizer que além de solitária, eu também sou livre. Gosto da minha liberdade, do espaço aberto, das janelas grandes e abertas e odeio paredes grossas e cortinas fechadas.

Infelizmente meu quarto não é o meu lugar preferido... por mim ele seria bem maior e com menos coisas. Mas ainda assim aprecio as minhas tardes no ócio; o meu silêncio absoluto, a minha meditação diária dentro dessas quatro paredes.

Eu não dou certo com muita companhia. Gosto mesmo é de ficar sozinha olhando pro teto, ouvindo música, lendo meus livros. Se me deixarem sozinha por uma semana, vou passar essa semana inteira sem interagir com ninguém além dos meus cachorros e não soltarei uma palavra sequer.

E ao mesmo tempo que quando sozinha sou assim, quando acompanhada de outrém, gosto de falar. E falo demais. Rio. E rio alto. Mas no fim do dia eu quero mesmo é deitar na cama, olhar pra janela, observar a vida lá fora... como se eu fosse outra pessoa. Como se eu estivesse em outro lugar.

Aqui eu trouxe umas fotos que tirei do meu cotidiano solitário no meu quarto nessa semana. :)


3 Comments