Desde criança fui amante da arte.

Eu acho incrível como existem pessoas no mundo que conseguem pegar aquilo que está no cotidiano de todos nós e transformar isso em algo totalmente novo, totalmente mágico.

Isso fez com que eu quisesse a arte em todas as coisas e, principalmente, nas pessoas.

Acho lindo como ninguém é igual. Como eu mesma sou diferente do meu próprio irmão, como eu mesma sou diferente da minha mãe, das minhas primas, tias, amigas e desconhecidos na rua... Como cada indivíduo consegue por si só ser uma obra de arte. Como o corpo humano é arte ambulante, como a anatomia humana é uma obra incrível. 

O que eu nunca entendi, no entanto, é como essa obra de arte é resumida apenas a um tipo de belo. Como se só um tipo de corpo fosse bonito, como se existisse um molde em que todos nós fôssemos obrigados a entrar dentro e nos ajustar àquele tipo de beleza, independente de sermos felizes daquele jeito ou não.

Entenda, quando eu digo 'nós' me refiro a todos os seres humanos, mas principalmente a mulheres, onde essa cobrança de um padrão é infinitamente maior.

Eu nunca soube lidar com a minha aparência. Nunca consegui gostar de mim de verdade e até pouco tempo atrás, eu achava que isso era um problema somente meu. Mas na verdade, não. Não fui eu que parei de gostar de mim, eu não me sinto inferior atoa; foi o resto do mundo que me disse que eu não sou boa o suficiente, bonita o suficiente. E foi por me sentir assim e saber que existem outras garotas que se sentem como eu, que eu resolvi criar esse projeto.

O meu objetivo foi mostrar pro mundo que há sim beleza em todo tipo de corpo. Que não precisa existir um padrão, que não tem como padronizar algo que por sua natureza é diferente.

E também mostrar pras pessoas fotografadas que elas são lindas, sim. Que são maravilhosas, perfeitas e que são sim obras de arte. 

A ideia era deixar a modelo o mais confortável o possível, fazer com que ela explorasse seu corpo e amasse cada pedacinho dele que é diferente dos outros corpos e cada pedacinho que é igual. Até o corpo padronizado fez parte dessa festa, porque todo tipo de corpo é bonito.

Nos divertimos tanto nessa tarde, e o sentimento de liberdade era gritante. Poder andar e rir e conversar e fazer coisas do nosso dia-a-dia sem nenhuma preocupação de como seríamos vistas pela sociedade ou que deveríamos esconder o nosso corpo pra tentar agradar uma lei da proibição do amor próprio... só de lembrar de como foi esse dia, já sinto vontade de voltar pra ele. 

A sororidade ali foi tamanha que quando notei, estávamos todas nuas conversando sobre mazelinhas da vida, cada uma ajudando a outra, fazendo com que a fotografada se sentisse à vontade e no fim, tudo virou uma grande bagunça. Era modelo entrando na foto da outra, elogios e risadas por todos os lados.

Essa coisa de corpo dentro do padrão-corpo fora do padrão nem nos pareceu real, naquele momento. Parecia coisa de outro mundo. 

A anatomia é a mesma, afinal de contas. Todo mundo é basicamente feito dos mesmos componentes. Então qual é o motivo da briga? Por que o espelho muitas vezes parece o nosso inimigo?

Confesso que depois dessa experiência, eu pude sentir um pouco mais de amor vindo de mim mesma. Depois de ver tanta menina linda e diferente, eu só conseguia me apaixonar mais e mais pelas diferentes belezas que a mulher tem. 

Eu sei lá. Não vejo motivo algum para não achar todo tipo de corpo belo. Inclusive, acredito que o dia que o "corpo fora do padrão" vai ser visto como um corpo como qualquer outro corpo: cheio de belezas e imperfeições, construído cada um de uma forma diferente e sendo belo do seu próprio jeito. 

Não existe diferença, entende?

O que é belo, é belo. Seja ele padronizado ou despadronizado.

E por fim, gostaria de agradecer a todas as meninas que toparam fazer parte desse projeto, a todo mundo que contribuiu de uma forma ou de outra para que esse dia acontecesse. 

Um muuuuuuito obrigada a essas lindas que eu pude fotografar e eu agradeço ainda mais pelas gargalhadas, pela sororidade, pelo amor e carinho que vocês todas tiveram comigo e que me deixaram ter com vocês também! Foi um imenso prazer fotografar tanta gente linda.

Obrigada!

xx :-)

1 Comment