Voltei!

Depois de um mês inteirinho em terras capixabas, voltei pro cerrado pronta pra dar início ao ano. Passei o mês de janeiro na companhia da minha mãe e do meu irmão num ambiente totalmente diferente do que eu estou acostumada a conviver aqui em Brasília.

No Espirito Santo eu tenho calma e posso relaxar, meditar... Tenho uma vista direta pro mar e acordo todos os dias com a luz do nascer do sol entrando pela porta.

Essa viagem foi uma das melhores que já fiz pra lá e eu posso afirmar com toda certeza que o Vila Velha tem um lugarzinho só dela no meu coração.

Bom, como a viagem foi longa, o que não faltou foi foto pra relembrar os momentos tão especiais. Então resolvi fazer posts separados para não deixar muito cansativo. 

Depois de dois longos vôos e uma tarde inteira no aeroporto, eis que meu irmão e eu pisamos em Vitória e daí em diante meu mês de janeiro só melhorou.

Logo que você chega em Ponta da Fruta (Vila Velha), dá pra sentir o cheirinho de mar. Mudei radicalmente de atmosfera quando botei meus pés na areia da praia. 

Nos primeiros dias o céu estava absurdamente nublado (o que resultou em umas fotos da Instax superexpostas e totalmente estouradas, para o meu desespero), mas ainda assim estava calor o suficiente para entrarmos no mar e aproveitarmos a tarde submersos em água salgada.

Vi o mar pela primeira vez quando eu tinha 13 anos e foi na Praia da Baleia. Não sei explicar por quem eu me apaixonei primeiro: pelo mar ou pela praia; mas sinto diversas emoções toda vez que piso lá. 

Durante o mês inteiro insisti para que fôssemos sempre nessa praia, mesmo ela não sendo recomendada para banhistas. Só de poder apreciar a beleza daquele mar imenso já valia a viagem.

Mas como nem todo mundo é de ferro, a gente também seguia para a Praia da Sereia, que é logo ao lado.

Pra finalizar essa primeira parte (de muitas que estão por vir, acredite!), vou deixar aqui um vídeozinho que fiz de todos os momentos bons que tivemos por lá. :)

Parte I // Parte II // Parte III

Comment