Sempre achei imprescindível ter gente compatível comigo ao meu redor.

Eu e o Lucas nos demos bem desde o início. Já tivemos as nossas fases, já nos afastamos, já voltamos, nos afastamos de novo... mas sempre que a gente volta, é com intensidade maior.

O Lucas e eu somos uma alma só, separada em dois corpos. O que nós vivemos juntos foi parte da nossa edificação individual e conjunta; cada ensinamento só serviu pra nos fortalecer como pessoas e como amigos. Eu e ele já passamos por tudo juntos, já gargalhamos até chorar e já choramos até conseguirmos voltar a gargalhar novamente.

Uma quinta-feira totalmente espontânea se iniciou com a junção das seguintes vontades: há tempos eu namorava uma lente nova pra juntar ao meu kit fotográfico. Queria porque queria uma 24mm e então, quando finalmente consegui os meios, resolvi catar o Samuhel pra ir comigo comprá-la.

Fazia tempo também que eu estava com saudades do Lucas e estávamos pra fazer fotos juntos há eras. Tava na rua com o Sam e o Lucas mandou mensagem. Uma lente nova, saudade e vontade de fotografar e bingo! Vamos sair e fazer fotos!

Tudo nessa tarde deu certo; o ambiente era favorável, a luz, as companhias e a lente nova ajudou bastante no resultado final desse dia de pré-carnaval.

A última vez que eu e meus dois melhores amigos nos juntamos, foi nessa tarde aqui e o resultado do dia foi igualmente amor.

Na época eu e o Lucas passávamos por uma fase completamente diferente da de agora, mas isso não diminui nem um pouco o valor que cada segundo junto dele (e do Sam) tem pra mim.

Sempre penso que quando a gente fotografa pessoas com uma luz tão intensa, a foto sai praticamente sozinha.

O Lucas tem luz pra dar e vender e eu tenho muita sorte de ser iluminada por essa luz sempre que estamos juntos. :)

 

 

EXTRAS

Até! <3

1 Comment